5.3.07

Índio Kleverson


Hoje ao responder um comentário do Daniel sobre o meu pobre e simplório bloguecito fui remetido a um episódio em que estive envolvido a quase vinte anos atrás, por volta de 1989. O ano corria e eu andava calma e tranquilamente em minha cidade, Duque de Caxias, em direção ao cinema mais próximo, quando fui parado por um grupo de crianças de cêrca de 10 anos de idade, realizando uma pesquisa escolar. Perguntaram idade, escolaridade, bairro onde morava e nome. Aí eu me encrenquei, fiquei na maior roubada. Nessa época a Globo passava um programa humorístico famoso até hoje, chamado TV Pirata, que possuía um personagem cujo nome era.... , Índio Cleverson! Cadês que os pivetinhos acreditavam que o meu nome era e é até hoje Kleverson, com K mas igual ao do famigerado índio. Fui cercado pelos selvagens que queriam me linchar popr acharem que eu estava gozando com a cara deles, tendo em vista que o tal silvícola era famoso pacas na época. E nada de eu conseguir convencer os moleques, aí não teve outra, tive de mostrar identidade, RG, título de eleitor, todos os documentos, acabei dando autógrafo e o escambau. Mas o que tem isso a ver com o blog do Daniel? È que quando eu respondi o comentário dele, vagueei um pouco mais detidamente pelo blog dele e descobri que op Índio Cleverson que tanto me enrascou e me colocou numa situação periclitante naqueles selvagens anos oitenta, existe e bloga também! Pasmém!

2 comentários:

Cleverson disse...

Hehehe... E aí Índio véio!!

Agradeço pelos seus comentários em meu blog e aqui no teu também, nunca pensei que esse nome pudesse ter causado problemas a alguém... heuaehuaea... Eu mesmo não cheguei a conhecer melhor o personagem Índio Cleverson, só ouvi algumas pessoas comentarem e quando resolvi criar um blog meu usei este nome. Aliás, além disso Índio, aqui no Rio Grande, pode ser usado para definir o peão Gaúcho, daí mais um motivo para usar o Índio.

Novamente obrigado pelos comentários em meu blog.

[]'s

Cleverson disse...

Opa!

É, sempre curti bastante ficcção... Imagina só, programador que não curte ficção científica deve estar na profissão errada... hehe

Não cheguei a conhecer o programa que citaste (Galpão Nativo), mas se falava da cultura gaúcha deveria ser, no mínimo, interessante... hehe... Sou suspeito pra falar disso, mas...

May the force be with you! :)