5.10.10

R.I.P. Ao seu serviço, Zé Boamorte.

Vivendo e matando, vivendo da morte,
longa vida de mortes rápidas.
Continuo vivendo e trabalhando,
vivo e mato, mato para viver.
Minha vida é longa, a deles curta.
Silenciosas facadas em becos escuros,
tiros rápidos e barulhentos
em movimentadas avenidas.
Nada de venenos, sem estrangulamentos.
Não importa o método, porém,
mortes sem sangue são sem estilo.
Gosto do meu trabalho,
aprecio trabalhos bem feitos.
Existem pessoas que não gostam do que fazem,
eu sou apaixonado por mortes bem feitas.
Não tenho raiva de minhas vítimas,
afinal de contas, nenhum nunca reclamou.
O único som que escuto,
é o silêncio dos carneiros.
Eles são carneiros...
Outra coisa importante no meu trabalho,
além do estilo, é a contabilidade.
Conte os tiros
Conte as balas
Conte os cartuchos
Conte as facadas
Conte os corpos
Conte os ataúdes
Some os órfãos
Some as viúvas
Some as lápides
Somando tudo,
com a contabilidade em ordem,
você dormirá tranquilo.
Porém, caso não durma em paz,
conte carneiros.
E, caso nossas vidas se cruzem em caminhos
de morte,
te prometo uma boa morte.
Descanse em paz...

Posted via email from Kleverson's posterous

Nenhum comentário: